AS VINTE CHAVES MÁGICAS E OS VINTE NÍVEIS - O Vigésimo Nível um livro, uma jornada interna, em busca daquilo que você não se deixa ver. É a descoberta, no reencontro do meu melhor como indivíduo. Clique para ler os livros. No rodapé do Blog.

sábado, 2 de abril de 2016

Ela vai parir.


Bem... É a primeira vez que escrevo no.meu blog a partir de um smartphone, e não é fácil editar um texto a partir de um telefone. Mas não tenho outra opção para colocar a ideia, ou pensamento que me veio na mente. Então, vamos lá " tempos mais que modernos" tentar está façanha, que já parto tomado pela satisfação de ver que as letras são bem grandes. Espero poder acompanhar tamanha longitude com meu texto.
Ninguém pode negar que estamos com.k humanidade passando por uma enorme transição. Isto é líquido e certo. Está aí para quem quiser e puder ver. Como um parto que se aproxima do final duma gestação, em breve o ponto de ruptura será atingido, e o que rompe? A bolsa. O feto que nascerá, somos nós. A bolsa a cada dia que passa enche e se preenche de líquido, aprontando o parto, e quando se expandir ao máximo que a elasticidade permitir, nós seremos literalmente paridos. De um lado o velho mundo, que luta por manter a humanidade e sua sociedade de humanos, presa a velhos e antiquados conceitos, de valores, entre eles o de uma educação antiquada; uma relação entre humanos baseada na segregação, por raça, credos, cor e preferência sexual, separando a humanidade em castas de zumbis obcecados por serem diferentes de outros zumbis. Uma cultura que pouco ou nada vem contribuindo para tirar o ser humano da escuridão, e eu aprendi que foi na idade média que existiu a "era das trevas", mas é agora que vemos uma ciência obscura, que defende interesses corporativistas, pelo poder em forma de conhecimento de ponta, tratado como tecnologia de uma pequena elite dominadora. O rolo, a lista é grande, não cabe aqui, mas eu sei que você sabe, por que sente. Basta sentir, para saber. É isto mesmo, volte s ter fé nas coisas que você sente, pois elas são suas experiências, e são verdadeiras e elas vão absolvê-lo ou condena-lo, e sua decisão e resposta frente a sua consciência, é quem vai pesar ou aliviar sua existência, conforme o caminho que você tomar, mesmo, por exemplo, sabendo que está errado, seguir em frente, mas que em verdade o estará levando para trás.
Pois bem, dentro deste útero que se expande, estamos todos nós, e o líquido que o preenche, é paradoxalmente criado por esta mesma estrutura que hora se esforça por manter a rigidez deste mundo encarquilhado.
Quando a bolsa romper, e não falta muito tempo, seremos expelidos para um novo mundo que nós desconhecemos totalmente. Não saberemos mais quem somos, ou fomos, nem saberemos muito bem onde estamos. Pense no dia do seu nascimento. Lembrou? Não né? Pois então, será quase a mesma coisa; a diferença está no tamanho: - Você será um adulto consciente, recém parido. Alguns não "nascerão", o útero irá murchar e eles ficarão " presos " em seu interior, até que a velha máquina comece a funcionar, e durante milhares de anos, produzir os mesmos conceitos que continuarão a escravizar aqueles que ficaram, e os filhos dos filhos,vdos filhos. E tudo começará do zero novamente, até que muitos e muitos séculos depois, outro parto se viabilize.
E você? Vai colocar a cabeça para fora e sair ou ficará? Decisão difícil, mas se você optar por ficar, é por que nem sabia o que estava acontecendo. E você que optar por ser "expelido" não tem garantias do que esperar do lado de "fora". Mas não se preocupe. Apenas aqueles que forem necessários, passarão, pois o Universo tem o melhor " custo benefício " do "mundo". Não dá para "jogar" errado. Enfim, não é uma decisão fácil, mas não também você não decidirá nada na hora do parto. A decisão foi, ou deveria ter sido anterior, muito tempo antes, tentando ir além bdos seus cinco sentidos, claro se você sentiu necessidade de trabalhar isto corretamente em você.
De qualquer forma, a "mãe" de todos os partos, está próxima do último mês de gestação, algumas "crias" estão prontas, outras nem tanto e algumas nunca ficarão em centenas de gestações, que duram milhares de anos.
A melhor opção é se auto avaliar, para saber quem você é, ou o quê deveria ter sido. E se preparar quando a "mãe" começar a gemer. Não há cesariana.
Vamos à luta, por que o parto é certo é a decisão deve ser avaliada agora. E tem lugar para todos. A Criação é perfeita. Ninguém é maior nem melhor, mas mais ou então menos preparada. Mas isto é por sua conta.

O Vigésimo Nível - Clique para ler

Uma Amor Para Lembrar - Clique para ler

O Poder da Intenção - clique para ler

O Vigésimo Nível no BUSCAPÉ

Compare e compre: Clique aqui

O Vigésimo Nível na Livraria Saraiva

Compre direto na Livraria Saraiva: Clique aqui

O Vigésimo Nível na Livraria Cultura

Compre direto na Livraria Saraiva: Clique aqui