AS VINTE CHAVES MÁGICAS E OS VINTE NÍVEIS - O Vigésimo Nível um livro, uma jornada interna, em busca daquilo que você não se deixa ver. É a descoberta, no reencontro do meu melhor como indivíduo. Clique para ler os livros. No rodapé do Blog.

quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Seja o que for, se não for por amor, por nada mais será.


Há quem nunca tenha sido abraçado, nem mesmo beijado; Há quem nunca teve seu trabalho ou presença, apreciados; e há também aqueles que nunca foram chamados espontaneamente para namorar, para fazer sexo. Isto mesmo: - falo das pessoas que numa relação não tem iniciativa alguma de amor. São pessoas frias, distantes, fechadas e presas dentro si mesmas; coisas que podem acabar com uma relação, ou nem dar início a outra. Existem outras, mas estas talvez sejam as mais difíceis de conviver quando o tempo é muito.
Então você pode encontrar todos os motivos do mundo para procurar e descobrir outra pessoa, não é verdade? Sim, é. Principalmente quando e exatamente aquele parceiro que ama não foi o mesmo quem criou todos os motivos para que você saísse em busca de um amor de verdade.
Mas há também aqueles, e quase sempre são os mesmos, que pelo menos um dia, ou num tempo de suas vidas, teve quem lhes desse amor e carinho.
E não souberam aproveitar.
Bem, agora que a situação entre vocês não está fácil, talvez seja apenas só uma questão de tentar regular a ligação material e a conexão espiritual de vocês, na tentativa de melhorar o vínculo que existe trazendo esclarecimento discutindo a relação. E quem sabe o amor.
É possível que você pudesse ter amado seu parceiro até o fim dos seus dias, mas agora parece muito tarde e cada dia que passa, mais tarde fica, não é esta a sensação?
Veja com gratidão o seu passado, mas também veja o futuro da mesma forma, pois que, poderá trazer-lhe tudo isto que tanto lhe faz falta.
Mas antes precisará fechar os olhos do coração para um lado para que possa abrir para o outro lado.
Mas em verdade é que todos nós nos sentimos infelizes exatamente pelas “coisas” que não temos ou acreditamos nunca termos tido (pelo menos na medida em que acreditávamos ser justa para nós...) e é exatamente por todas estas “coisas” é que lutamos, seja no amor, no trabalho, nas amizades, no financeiro, enfim, tudo o que não temos, e queremos ter, lutamos para possuir. Se não conseguimos na medida exata da nossa exigência, passamos a sofrer, não é verdade?
Há estes que não conseguem ser felizes quando recebem amor; ou por que não querem de quem recebem, ou por que não entendem o amor. E há ainda outros, que mesmo possuindo tudo para serem felizes e prósperos, não encontram uma saída para serem bem-aventurados. São os que possuem uma queda pela complicação. Aqueles talvez por que se sentem melhores sozinhos ou talvez queiram ser amados por outros; ou estes que ainda possuindo todos os quesitos para a felicidade, são inseguros: - querem mais do que já têm, sempre, para manterem o seu “controle”. Se perderem o “comando”, perdem tudo.
A situação não é fácil, e vocês passam a complicar mais ainda, não é mesmo? Deixando soberanamente mais difícil para ambos qualquer resolução amigável, quem dirá, amorosa.
No caso do parceiro que se afasta ele geralmente o faz por este motivo: - ele luta pelo que não teve. E o outro também se afasta pelo mesmo motivo, só que pelo lado contrário: - por tudo que acreditou ter dado, e não recebeu em troca. Então ambos se afastam para lados opostos, polarizados no mesmo motivo.
Interessante não? Cada um percebe um polo diferente no mesmo agente causador e se afastam pela visão diferenciada que possuem do mesmo agente.
Há alguns temperos nisto tudo...  Um relativo esquecimento do passado de ambos ainda vem para agravar; o parceiro que se afastou, geralmente só lembra-se dos momentos num presente mais recente, que é o que está sendo o pior na visão de vocês, e do que ele (ou ela) não possui ou deixou de possuir.
É quase incapacitante. O parceiro não lembra tudo o que já tiveram e viveram juntos. Mas nada é melhor para estimular nossa esperança, tendo como base as coisas que já fizemos e tivemos em conjunto em nossas vidas, boas ou não, mas sempre superadas de uma forma ou de outra.
Mas se não há lembranças... Nada pode ser feito.
E que muito pelo contrário, algo que nunca faltou para o outro parceiro, mas que não soube aproveitar.
Mas como o parceiro não tem lembranças exatamente por que não soube na época valorizar o que já teve do outro, acaba rememorando apenas as coisas que mais doeram e o outro, por sua vez, sente-se magoado pelo que acredita ter feito de bom pela relação. Então o caminho torna-se ainda mais difícil para uma retomada.
E o que fazer?
No capítulo 5.3 As relações conjugais e o projeto de vida na página 88 do meu livro O Vigésimo Nível (Livraria Saraiva), eu digo assim: “-Pessoas inteligentes não se unem por toda uma vida especificamente pelo prazer sexual ou exclusivamente por amor, mas por ambos. Essa relação inclui a inteligência, quando o que pretendem construir é uma vida vigorosa, capaz de suportar com energia e vontade as instabilidades da relação na busca do Vigésimo Nível”. O Vigésimo Nível não é um “manual” para você “ir” a algum lugar. É uma “forma” de regular nossa vida para que tudo dê o mais certo possível. Há mais sobre amor e relações no livro. Leia: - “Se o prazer de amar e conviver terminar, qualquer projeto que ambos tenham ensaiado ou mesmo esteja em andamento e gerando recursos, acabará quase que imediatamente, deixando de lado a parcela espiritual da relação, que é exatamente a inteligência. Mais uma vez, são elementos que podem e devem andar lado a lado: amor, prazer e inteligência.”.
Há muito mais no livro sobre estes aspectos de construir uma vida quase sem problemas. Uma vida quase sem problemas é um estado maravilhoso de se viver não é mesmo? Pois é. Este é o "teor" do Vigésimo Nível. Inclusive, no amor entre dois.
Bem, mas hoje, atualmente, eu estou mais do que convencido do que jamais estive, e a cada dia a sincronicidade Universal me mostra mais e mais que a resposta, a chave, é sem a menor sombra de dúvida, o AMOR. É o amor, ou a falta dele o responsável por unir ou afastar todos os eventos (eu disse todos) necessários para dar cumprimento aos desígnios de um plano Universal dentro do fluxo bem aventurado da Criação para o mundo todo, inclusive em sua vida.
Se você está amando, você está dentro; Se não estiver amando, você também estará dentro. Com mais dificuldades, mas estará.
Bem... Agora é ser inteligente e saber aproveitar e extrair o melhor de tudo o que você tem no momento e nunca esquecer-se das coisas boas que você já teve e viveu com seu parceiro (a). Isto é importante até mesmo para cada um ir para seu polo... Se for esta a decisão definitiva e final.
As lembranças surpreendentes do seu passado e do passado do seu parceiro (a) poderão maravilhar você, e lhe trazer um novo ânimo. A extração das coisas boas do momento que você vive, ainda que numa situação difícil no relacionamento, também irão surpreendê-lo com a capacidade infinita que cada ser humano possui de superar com coragem e adaptar-se com facilidade às intempéries da relação.
Ou ainda do mau tempo que poderá vir momentaneamente no limbo que sobrevém logo a seguir quando E SE ambos decidirem pela polarização (quando um vai para o "Norte" e o outro para o "Sul").
Bem, enfim... De qualquer forma tudo isto deverá ser a locomotiva que literalmente deverá puxar sua vida, para tomar uma decisão ou outra: - sentar, conversar, aclarar, iluminar, relembrar, extrair o melhor do momento, pois o que verdadeiramente nos modifica são as nossas experiências.
A opinião dos outros, boa ou não, pertencem a estes outros e não deveriam, tais conceitos alienígenas, fazerem parte do seu rol de práticas pessoais na tomada de decisões importantes em sua vida, tais como são as relações de amor, no trabalho, nas amizades, no financeiro, mas principalmente com aquele ou aquela que divide sua cama, seu corpo, sua alma e seu espirito.
Se o seu “modelo” não está dando certo, por que você não muda? Por que não se modifica? Por que não transmuta, não salta, não pula? Por que não progredir nisto? Por que não avançar obstáculos internos? Por que não soltar amarras? Por que não ser o que você quer, mas também o que o outro quer de você? Quem pode garantir que você será outra pessoa estando com outra pessoa? O que você tem a perder se modificar tudo isto, torando-se um "Ser" completamente diferente que irá surpreender a você, aos outros e a própria vida? É assim como você está é que você não está ganhando.  Pois é... Mas seja o que for, se não for por amor, por nada mais será possível fazer toda esta modificação.
Para vocês, ainda que numa relação em tribulação, ambos merecem amor para transpor uma situação complicada: - o respeito pelo que são, ou pelo que puderam ser em memória pelo tempo que estão ou estiveram juntos.
Um abraço meu,
Jaime. 
 O Vigésimo Nível

domingo, 11 de outubro de 2015

Um momento único e especial

O Universo te dá a medida exata de experiência que você precisará para ser o que for necessário se tornar.
Deus nos dá evidências antecipadas dos eventos que precisaremos estar para nosso crescimento ou pelo de alguém.
Há um ser humano muito maior, mais intenso, mais bondoso, mais amoroso e mais fraterno e forte dentro de você agora mesmo.
Estamos dentro do momento único, pelo qual incontáveis civilizações já passaram que é o da reconciliação com a Criação. Este é o ponto exato onde precisamos colocar de lado nossa pretensão humana e aceitar que existe uma gênese que sempre criou a vida e tudo o que há.
É inconcebível no momento atual acreditar que somos a espécie mais desenvolvida que já existiu, ou que toda a Criação Universal pode ser explicada com o pouco que a humanidade sabe.
Aos nos voltarmos para Deus nossos olhos ficarão de frente para a Luz. É neste momento que sairemos da escuridão, pois estávamos de costas para Ela. Não somos escravos de Deus nem nenhuma vida foi criada para Adora-lo.
Somos extensões do Tudo e do Todo e é para está concepção que precisamos nos voltar.
Quem conseguir sublimar e transmutar isto em si, poderá ver a verdadeira realidade por detrás do véu e será contemplado com todas as maravilhas que é poder saber qual é a sua verdadeira origem e seu propósito.
Não se trata de que Deus dará um "presente" a uns e a outros não. "se vós que sois maus dão boas coisas aos seus filhos, quanto mais o Pai que está nos Céus".
A mão da Criação sempre esteve estendida.
Foram os filhos que voltaram suas espáduas e seus olhos para uma luz que não tem vida eterna e uma água que não mata a sede.
E orem.
Sempre.
E se reconectem.
Vocês irão reconhecer seus irmãos no momento em que isto acontecer. Esta é uma realidade que vocês esqueceram, mas está é a forma de religar: -perdoem, a si mesmos e entre vocês.

O Vigésimo Nível - Clique para ler

Uma Amor Para Lembrar - Clique para ler

O Poder da Intenção - clique para ler

O Vigésimo Nível no BUSCAPÉ

Compare e compre: Clique aqui

O Vigésimo Nível na Livraria Saraiva

Compre direto na Livraria Saraiva: Clique aqui

O Vigésimo Nível na Livraria Cultura

Compre direto na Livraria Saraiva: Clique aqui