AS VINTE CHAVES MÁGICAS E OS VINTE NÍVEIS - O Vigésimo Nível um livro, uma jornada interna, em busca daquilo que você não se deixa ver. É a descoberta, no reencontro do meu melhor como indivíduo. Clique para ler os livros. No rodapé do Blog.

sexta-feira, 2 de julho de 2010

NÃO GUARDE SUA VUVUZELA!!


Ganhamos! Sempre ganhamos! O Brasil não perde nunca! Não faz 30 minutos e eu disse que quem fizesse o próximo gol, seria o vencedor da partida. E foi assim, infelizmente o Brasil perde a Copa do Mundo de 2010, nas oitavas de final. Tinha time? Tinha, tem. Poderia vir os conhecidos, aquele que são os craques? Poderiam. Resolveria? Não sei. Ninguém sabe!

Então?

O problema do Brasil, é que nós torcedores, às vezes somos muitos cruéis. Nossa seleção é bárbara. Olha o Lúcio lá no fundo! Um gigante correndo campo afora. O outro problema do Brasil, e talvez o maior, seja exatamente esse: - entramos em campo com compromisso de GANHAR! Ou seja, nos incutiram a idéia, a crença, que o Brasil não perde, não pode perder jogo de futebol; mas perde. Parece que o Brasil ta entrando em campo apenas para confirmar um placar, um resultado já previsto. Brasil campeão! Sentar e esperar os gols. Não é assim que funciona. É uma estrutura muito complexa, e quem paga? Nós os torcedores brasileiros, que ficamos sem saber, como o Brasil perde? Mas é claro, a crença é de que o Brasil é invencível! E não é! Eles são valentes, jogadores, fazem o que podem com todo o talento que possuem e com o treinamento que recebem e com sua experiência de anos jogando futebol. Não podem existir culpados. Dunga! Ah! Agora o culpado é o Dunga. Que jeito! Dunga tem atitude; tem presença, caráter; ou é como ele quer ou não é. Esse é o Gerente. Dunga é vencedor. Quantas copas ele jogou? Não lembra? Digita Dunga no Youtube. Robinho? Kaká? Nossa! Toda uma elite do futebol brasileiro. E muitos que não puderam ir, por que o Brasil tem de bom também, é isto: - A dificuldade que um técnico tem em eleger jogadores. Não por que falta, mas exatamente por que não tem como escolher 24 melhores entre centenas de muito bons jogadores.

Não existe este ou aquele culpado. É um jogo. Obviamente que se nos temos a crença que o Brasil é imbatível, os jogadores além deste sentimento, também se sentem responsáveis por fazer com que esta crença se torne sempre e sempre realidade. O País pára para ver! E tem que parar mesmo! Temos que torcer por que esta é a nossa garra, o nosso jogo. Quando os Estados Unidos pára prá ver o campeonato de futebol americano, tá certo, não é? E tantos outros países apaixonados pelos seus esportes, param também? E brasileiro quando pára é por que é malandro. Vamos parar sim, vamos torcer sim, vamos gritar gol na hora que for gol, vamos ficar felizes, e vamos também acompanhar nossos jogadores, por que foram valentes em campo, e estivemos juntos na vitória, vamos estar juntos na derrota, apoiando, por que eles são brasileiros, e acreditam como nós que não poderiam perder.

Mas vocês podem, time do Brasil. Vocês podem perder! Mas é preciso que vocês entendam que não pode é existir o compromisso de ganhar. E quando a gente não tem esse compromisso, que colocaram em nós (“Brasil sempre ganha”) e em vocês (“Brasil sempre ganha e vocês são os responsáveis”), então certamente vocês não vão sentir aquele peso que é, ou que fica em campo, na hora do jogo, quando se toma um gol. Ficam os torcedores brasileiros desnorteados, e vocês sem entender como tomaram um gol.

Faz uma pesquisa na Internet e confere para ver se não é assim: -“ O brasil foi campeao 5 vezes, esse ano vai ser hexxxxxxxxxxxxa campeao novamente! ...” Tá ali, inclusive com erros de ortografia. É só digitar no Google. Quem disse que o Brasil vai ser campeão de novo? A crença da invencibilidade que faz com que a equipe entre em campo com o compromisso de ganhar.

Se solta. Os caras lutaram e nós torcemos. E muitas vezes gritamos por que o Brasil esteve com a Taça na mão. Agora é hora de entender definitivamente, que o Pais é o melhor do mundo em futebol, e quem se levanta frente a um time como o Brasil, tem que levar isto como prêmio para casa. Não é qualquer futebol que bate o nosso. Chego a arriscar que um mero acaso, uma fração de segundos, e a bola ta no gol, infelizmente. Mas não por um conjunto de erros sucessivos. Daí sim, poderíamos dizer que não temos time. Mas a Seleção, sempre fez tudo, conforme treina e aprende. Com o imprevisível não dá pra lidar, mas com aquilo que se pode prever, a equipe faz muito bem: - estuda, examina, observa com antecedência todas as variáveis.

Caímos em pé. E quem cai em pé, é vencedor. Prá mim, como torcedor, a seleção do Brasil já é vencedora. Se não está bom os títulos mundiais que possuímos, então acho que quem ta triste pode ficar alegre fazendo conta: - Quem tem cinco títulos mundiais? Quem pode cair frente a um gigante como a nossa seleção? Um mero acaso...

A holanda e todas as outras seleções, com o devido respeito, vão ter que ganhar muitos e muitos jogos; e depois que ganharem muitos e muitos jogos, terão que ganhar muitos e muitos títulos mundiais, para então sim, dizer: "-somos iguais ou melhores que o Brasil". Por enquanto, parabéns para nós brasileiros, por termos um dos melhores e maiores futebol do mundo composto pelos mais talentosos jogadores deste Planeta.

O Vigésimo Nível - Clique para ler

Uma Amor Para Lembrar - Clique para ler

O Poder da Intenção - clique para ler

O Vigésimo Nível no BUSCAPÉ

Compare e compre: Clique aqui

O Vigésimo Nível na Livraria Saraiva

Compre direto na Livraria Saraiva: Clique aqui

O Vigésimo Nível na Livraria Cultura

Compre direto na Livraria Saraiva: Clique aqui