AS VINTE CHAVES MÁGICAS E OS VINTE NÍVEIS - O Vigésimo Nível um livro, uma jornada interna, em busca daquilo que você não se deixa ver. É a descoberta, no reencontro do meu melhor como indivíduo. Clique para ler os livros. No rodapé do Blog.

quarta-feira, 22 de agosto de 2007

A RELIGAÇÃO

Existe enorme diferença entre rico materialmente e somente rico espiritualmente.

É insustentável a riqueza exclusivamente material.

Vivemos em um mundo material, repleto de necessidades materiais.

Apesar disto, possuímos necessidades materiais.

Sentimos fome, sede, precisamos vestir e viver.

Precisamos viver materialmente.

Isto tudo tem um valor, um custo energético que exclusivamente pode ser adquirido, com dinheiro.

A materialidade tem custo energético, traduzido pela necessidade de riqueza.

Dinheiro então, é energia!

Dinheiro então, é energia.

No entanto, a busca pela fertilidade material, tem levado o homem em uma jornada solitária em busca de riquezas, encontrando neste caminho, muita angústia, aflição e amargura culminando em infortúnios.

O homem na sua busca pela fertilidade material, o leva a uma jornada de angústia, aflição, culminando em amargura e infortúnios.

O homem, levado pelo egoísmo, deixa de fazer parte do todo e sua vida se torna desprezível, acreditando que sozinho, ele poderá vencer.

Acreditando que sozinho poderá vencer, o homem sai do todo. Sua vida torna-se desprezível.

O homem material enriquece, mas seus filhos empobrecem, e as gerações seguintes, também.

O homem materialista enriquece, mas suas gerações empobrecem.

O homem material-espiritualizado é aquele ser pleno, que leva junto consigo, seus irmãos menos afortunados.

Aquele que une o material e o espiritual torna-se pleno: - capacitado, leva consigo seus irmãos na jornada do enriquecimento duplo e definitivo.

Faz parte de um todo.

Torna-se parte do todo.

A proposta do Vigésimo Nível é libertá-lo de conceitos rudimentares, e aceitar, que ser fértil materialmente, é bom, e que ser ao mesmo tempo, um humano espiritualizado, é melhor ainda e definitivo; não é uma tarefa árdua, e não é algo somente para monges e religiosos.

A oferta do Vigésimo Nível é libertar os pensamentos rudimentares: - A fertilidade material é boa quando nos tornamos espiritualizados, por que é definitiva.

Quando você entender como se faz a união entre as duas partes, entenderá o segredo do Vigésimo Nível.

A união entre as duas partes, é o plano do livro, algo a ser descoberto, individualmente.

O caminho não é difícil, mas você precisa passar por ele se quiser saber o que existe do outro lado.

Boa Jornada.

A jornada se completa, quando você quiser saber o que existe do outro lado.

Clique para ir até o website: O Vigésimo Nível©

terça-feira, 7 de agosto de 2007

Por que estamos em crise?


Uma sociedade de qualidade precisa formar seus cidadãos, com prática e teoria. Quando o aluno desta sociedade cresce, evolui também a capacidade de discernimento. Na medida em que o "discernimento" aumenta no discípulo social, ele passa a ser capaz de escolher, dentro os valores que a sociedade professor oferece, o melhor caminho para seu desenvolvimento. É óbvio que isto depende do “meio ambiente social”, que fornece a intensidade, a força e a extensão, das necessidades geradas pelos desejos pessoais.

Um meio ambiente social mal preparado, com poucos recursos, por mais competente que possa ser em determinados setores, ainda assim não terão como demonstrar, que os elementos necessários ao crescimento pessoal individual do cidadão, são “alguns” e não “outros”; O que eu quero dizer, é que o homem moderno, tem necessidade em saber por qual motivo ele precisa interiorizar determinado conhecimento, e outros não! À semelhança de um aluno, na Escola, que precisa saber por que necessita aprender a fórmula de Bhaskara (nome apenas dado no Brasil), o cidadão na escola da vida, com diferentes graus de formação ou conhecimento, quando se depara com o novo, quer entender por que ele precisa “saber aquilo” também, ou seja, ele precisa que o novo, lhe seja “útil”; quando vive em uma sociedade de qualidade, que lhe dá este suporte, consegue distinguir com clareza, o caminho do crescimento pessoal, pois a sociedade capacitada pode lhe fornecer as respostas.

Quando isto não acontece, cria-se um “vácuo” entre a sociedade e o cidadão, que deve ser preenchido por “algo”; Quando o cidadão não recebe os padrões de valores que é construída também por instituições como a escola, família, e os três poderes constituídos, este vácuo é preenchido por “qualquer coisa”; pois se até no Universo, que pensávamos ser vácuo, existe uma “matéria escura” que ainda não foi definida pelos cientistas, o que dizer de uma mente vazia?

Fator determinante em tudo isto é a melhoria substancial dos salários destes cidadãos que vivem nesta sociedade. Substancial não é 30 Reais; Em minha opinião, e na de milhões de brasileiros, não precisamos de salários de 50 mil Reais, mas de sociedades cujos cidadãos, estejam com um ganho financeiro similar ao resto do mundo, do primeiro mundo.

Una-se este bom salário, com o desejo inerente do ser humano de crescer, e este ou qualquer outro País, mudará em poucos anos.

Ou seja, não seremos um País de poucas pessoas melhores, mas de muitas.

O Vigésimo Nível - Clique para ler

Uma Amor Para Lembrar - Clique para ler

O Poder da Intenção - clique para ler

O Vigésimo Nível no BUSCAPÉ

Compare e compre: Clique aqui

O Vigésimo Nível na Livraria Saraiva

Compre direto na Livraria Saraiva: Clique aqui

O Vigésimo Nível na Livraria Cultura

Compre direto na Livraria Saraiva: Clique aqui